5 dicas para lidar com os desafios do vestibular e escolha da profissão

O meio do ano é hora de muitos estudantes prestarem vestibular, e assim dar a largada para a corrida da vida profissional. Mas nem sempre as escolhas são fáceis, e tampouco é simples lidar com as frustações quando, por exemplo, o “plano A” não dá certo.

E são inúmeras as decisões a serem tomadas: qual curso escolher, onde morar, a universidade perfeita...  Para ajudar a responder a essas e outras questões, é preciso, em primeiro lugar, olhar para dentro de si. “É importante que, por mais que a fase da vida seja de muitas dúvidas, o estudante separe alguns momentos de profunda reflexão para poder fazer escolhas que vão de encontro aos seus objetivos, sonhos e, principalmente, propósitos”, afirma a diretora da Aporé, empresa especialista em programas educacionais, Marina Trindade. “E justamente por identificar que esse público, de jovens entre 15 e 20 anos, necessita de apoio durante esse período, é que criamos um programa específico, chamado Paranauê, em que oferecemos apoio psicológico, oficinas de imersão em profissões, e, principalmente, muitos momentos voltados ao autoconhecimento”, completa.

Confira as dicas:

1 - Reflita antes de escolher sua profissão

Imagine-se exercendo a profissão que te desperta mais afinidade. Reflita sobre o que quer para seu futuro em termos de qualidade de vida, financeira, familiar, etc. Algumas profissões exigem mais do que outras. Um médico, por exemplo, principalmente no início da carreira, nem sempre terá todos os finais de semana livres ou escapará de um plantão na noite de Natal. Olhe para dentro de si e observe suas necessidades aptidões.

2 - Procure profissionais do mercado e troque experiências

Experimente conversar com pessoas que exercem a profissão que almeja e até mesmo visite seus ambientes de trabalho para perceber qual sua identidade. Se sente bem em relação à sua possível rotina? Gosta do ritmo? Entenda o processo e compartilhe suas dúvidas com profissionais mais experientes. Esse é o momento de menos teoria e mais vivência.

3 -  Pergunte a si mesmo se seguir a mesma profissão que seus pais é mesmo o certo a fazer

Provavelmente, você deve ter passado boa parte da sua vida observando o trabalho de seus pais e percebendo suas dificuldades e vitórias. Reflita sobre tudo que vivenciou até aqui. Seguir a trajetória familiar pode ser uma decisão mais cômoda, já que este é aparentemente um caminho mais fácil. Reflita se você apenas quer permanecer em sua “zona de conforto” ou realmente se a vida profissional da sua família te conquistou.

4 – Avalie com seriedade a possibilidade de fazer cursinho ou ir direto ao vestibular

Decidir sua carreira profissional aos 17 anos não é tarefa fácil e é compreensível que muitos adolescentes não estejam preparados para isso. Cursar uma universidade implica em muitas mudanças: sair da casa dos pais em alguns casos, ter mais reponsabilidade e independência. O tempo é valioso, mas muitas vezes, é preciso saber esperar para colher o melhor fruto. Fazer um cursinho pré-vestibular pode ser o momento de preparação para que a entrada na faculdade seja uma decisão mais segura e, portanto, melhor aproveitada.

5 - Não passou no vestibular? Use isso a seu favor!

Aproveite para aprender com seus erros e acertos. Não se desespere recorrendo a um curso menos concorridos só para garantir a entrada na universidade e dar uma resposta à família e amigos que esperam isso de você. Se não é isso que você quer, as frustrações serão maiores no futuro. Priorize seu projeto de vida e não desista. Pode ter certeza que todo o esforço será recompensado no momento certo!